Menos contratempos.

A Blackie conseguiu sair daquela parte do galinheiro. Deve ter comido granulado seco.Estou há mais de dois dias sem lavar os dentes. O P. deu-lhe por pelo menos duas vezes metade do comprimido, em vez de um terço, conforme vinha na receita, e disse de uma maneira descontraída como é que lhe ia dar um terço se aquilo tem uma ranhura… E parece que lhe estava a dar comida três vezes ao dia, quando o recomendado eram cinco a seis…

E ainda por cima acho que ficou aborrecido comigo. Por eu ter comentado que não achava bem ele ter decidido dar metade quando lá está escrito um terço e isso.

 

Portanto o plano para hoje é tratar dos gatinhos, nomeadamente substituir caminhas e fronhas, lavar chão e prateleiras, e ir para a city… O quanto antes, para poder dar refeições mais intervaladas, e o comprimido.

 

É isso.

Irónico pensar que eu tinha pensado agora tratar de Belém, para tentar colocar à venda antes de irmos para o Alentejo. Mas agora a prioridade tem que ser mesmo a menina.

Anúncios

Mais orientação. Menos desorientação.

Pedido de colaboração trusted. Obriga à remarcação de 17 casos… Mas sim, é exequível…

V:

  • Boa oportunidade, por ser curto, de ganhar uma referência positiva para o “currículo” em pouco tempo
  • Não obriga a despesas com viagem de avião
  • Permite domingo em FF city, e garantir cuidados e miminhos aos nossos gatinhos

desv:

  • Obriga à desmarcação de 17…

Parece que a nossa menina Blackie vai ter hoje alta. Gostava de ser menos supersticiosa e menos pessimista. Tenho obrigação de me alegrar com a possibilidade de:

nos despedirmos?

nos mentalizarmos?

ela ter mais tempo com mais momentos felizes

No fundo tenho obrigação de me alegrar com o privilégio de ter mais tempo com ela.

 

Ontem gastei 7 € numa salada da treta e um fino. Tão cedo não volta a acontecer…

 

Estou no serviço. A Su de férias. A Li a ir para casa, portanto tenho oportunidades…

Para hoje queria:

  • decidir domínios
  • fazer pelo menos dois ML
  • refazer o horário (está fora de questão nesta fase vir duas vezes por semana ao serviço…; o melhor que posso fazer é passar aqui as duas noites, e nas outras cinco dar o máximo de mim aos gatinhos…)
  • mail/ver net despesas veterinárias
  • casa:
    • construir o texto em português
    • construir o texto em inglês
    • abordar o francês
    • abordar o alemão…

 

 

 

 

Menos roller-coasters emocionais.

Ligaram de manhã a dizer que era para operar, era preciso pagar. Claro. Mas não sabia o nome da cirurgiã. Susana.

Disse que ligaria à tarde para dizer qual apelido. Não ligou. Liguei eu. Que não me podia dizer a hora exacta, etc.

Mensagem do bloco operatório. !!!!. Mensagem. “Ligue assim que possa por favor”. Pensei, morreu. Na verdade nem sei que pensei. Se calhar nem foi isso. Que era uma massa com muitas aderências, e à aorta também, e o risco de vida ao tentar ressecar era enorme, e se não se fizesse nada não iria ter qualidade de vida nenhuma. Precisavam saber se era para eutaniziar. P achou que, se o risco de vida existia ao tentar ressecar ou ao não tentar, e já estava aberta, que se tentasse.

Liga depois a cirurgiã. Achei o tom de voz dela desadequadamente descontraído. Disse que era um abcesso. Parecendo que as notícias eram boas – e eram – tiveram que tirar um bocado de intestino, e as próximas horas eram críticas.

E pronto: é obstrução, o P foi hoje de manhã buscar parafina. Pouco depois: é para operar senão corre risco de vida. Pouco depois: é grande e muito aderente, é para eutanasiar ou não? Pouco depois: é abcesso. Pouco depois: mas o risco de vida continua.

 

E pronto.

Efectivamente é só uma questão de tempo até à próxima paulada. Sempre. Estamos com tempo emprestado. Se ela sobreviver uns dias era bom. Se sobreviver uns meses era bastante bom, mimavamo-la, o meu P podia-se mentalizar mais um nico. Se sobrevivesse anos – e com qualidade de vida – era maravilhoso.

 

Vou tentar dormir umas horas. Amanhã: 2 horas de condução, e os gatinhos vão voltar a ficar sózinhos duas noites, três dias seguidos. Mas não como dantes, que era todas as semanas; agora será no máximo dia sim dia não.

E a esta hora está a nossa menina a lutar pela vida lá na gaiola… Ela levantou-se, mesmo tão fraquinha daquela enorme cirurgia… Oxalá sobreviva a isto tudo, e amanhã oiça o P, e se anime… Era mesmo bom…

Apetecia-me dizer menos azar. Menos contratempos? Na verdade, acho que o que eu queria era menos imprevistos negativos.

Acabaram de me ligar. Ainda não tomei o pequeno almoço e já tive que transferir mais de 400 €, porque a chamada era a dizer que:

  1. acham que precisa ser operada “senão corre risco de vida”
  2. precisam do pagamento com envio de comprovativo já
  3. não sabem apelido da cirurgiã…

Tendo em conta que ontem ao fim do dia (23h?) a tal Patrícia me estava a sugerir o meu P. estar lá de manhã para ir comprar parafina, e tendo em conta que eu vejo na net que isto pode levar vários dias, uma parte de mim questiona se não existirá má fé, ou seja, se não será maneira de obter maior lucro, e/ou experiência.

O lado prático da coisa é que, estamos a 2, e o saldo já está a quase -1000, e ainda vai sair a conta do cc… E ontem gastei:

  • 20 € em mercearias num supermercado chamado amor bio,
  • 20 € em fronhas na zara home…
  • 10 € num novo hotspot…

Claro que posso devolver duas das fronhas da zara home (nem pensar em devolver as três!), e fico 10 € menos pobre, e é claro que esta semana vou trabalhar para ficar os 3 dias seguidos, e assim gastar “apenas” uma viagem, 50 €.

Lições:

  • a minha missão prática, e com espírito de missão, levantando a cabeça e enfrentando, e tentando usar todo o meu tempo prático aí, tem que ser tentar vender a casa; claro que quando penso nisto penso que tenho que pelo menos usar dinheiro a pagar 4 estores e dois abat jours e respectiva montagem, mas…; o melhor é:
    • abrir eu as embalagens depois de comprar
    • tentar perceber como posso repor na embalagem se quiser tentar devolver depois (o mais certo)
    • o dinheiro que eu usar no ikea é todo todo para ser recuperado assim que possível;
  • a minha outra missão é tentar constituir um fundo de emergência que seja pelo menos 3 salários;
  • provávelmente este é um bom motivo para desistir/suspender definitivamente a formação, não dá, não dá; acontece; este é um motivo prático fortíssimo…; mas claro que tenho que ver se paguei metade e, se paguei, vou metade… para tentar fazer mais alguns laços??

E é claro que uma preocupação base é a menina não resistir à cirurgia, e o meu Pai ficar sem a maravilhosa companhia dela…

Menos amnésia. Menos bancos. Menos contactos com bancos.

Só me apetece dizer asneiras. Sim, outra vez.

O cartão de crédito tem que ficar de lado na totalidade. Ando com dinheiro vivo, sempre, num plastiquinho, uma espécie de um sos, e o cartão fica de lado, e uso só, uma vez por mês, para cumprir a merda do critério. Pronto, já disse.

A Blackie está no hospital a fazer exames, o cartão de débito não funciona, e é claro que já está assim há uns tempos, mas eu não resolvi isso… E o cartão de crédito foi rejeitado. E é claro que estou sem net, porque não sei onde deixei o hotspot, e é claro que a clinica tem wifi mas ela não sabia da palavra passe. Portanto é claro que foi o meu pai a pagar. Merda.  Já fiz a transferência, mas ainda assim. E é claro que o veterinário daqui tem um número de urgências, mas afinal não têm urgências. Merda.

Às vezes penso se valeria a pena ir para medicina veterinária… Se um dia apanhasse um/uma veterinária que me agradasse nunca mais o/a ia largar.

E odeio ouvir o barulho dos parentes aqui ao lado, no tanque. Pobre miúda. Ninguém merece ter pais assim.

Também em alturas como estas:

  • penso que tenho que ter um diário totalmente livre, e este, online, não preenche essa condição
  • penso que se o meu P for antes de mim, é possível que pondere vender este sítio… É muito desagradável ouvir o barulho deles, e, mesmo sem barulho, sentir que estão aqui ao lado…; seja como for é muito desagradável saber que estas, e outras pessoas, que admito possam ser muito piores, estão a dividir oxigénio comigo neste planeta…

E eu que já estava a pensar como gastar o dinheiro extra que vou receber da privada… Irónico.

Efectivamente tenho razão quando digo “é sempre só uma questão de tempo até à próxima paulada”. Claro que uma coisa são estes problemas de luxo, como diria o T., outra coisa são problemas de segurança, alimentação básica, etc. É isso. Tenho sempre que tentar não perder referências.

 

 

 

Mais disciplina.

Aqui estou eu na cama, provavelmente serão umas duas da manhã, e estou a pensar ir amanhã com a Su, apesar de não termos confirmado por tm, o que quer dizer que devo levantar-me às 6.45h… Ouch, sim.

É certamente a minha maior dificuldade pessoal. Claro que há outras (por ex, o Hop passou por mim em fuga, e roçou-me num dos pés, e estou para aqui cheia de pruridos, com dificuldade/nojo de enfiar o pé dentro dos lençóis; mas na verdade acho que já toquei inadvertidamente com o peito do pé algures na cama, talvez na colcha, e por isso já está tudo lixado… E está fora de questão ir lavar a roupa da cama, que aliás fiz de fresco este sábado, e uso sempre 90º… Por isso na verdade um consolo pode ser pensar que isso estimula um pouco o meu SI…).

Há pouco tempo (ontem? anteontem?) tive uma espécie de epifania, pensando que isto pode servir vários propósitos, razoávelmente inconscientes até agora:

  • psicoactivo (sedativo/calmante): uma tentativa, muito parva, de me atordoar para o dia seguinte, reduzir a dor psi? distrair-me da dor psi?
  • masoquista: na senda do autoflagelação/autopenitenciação que a religião católica tanto prezava (há bilhões de anos atrás, certo, mas…)
  • desafio: esta hipótese eu já tinha colocado antes (“toda a gente tem hora para dormir, mas eu não, já sou obrigada a tanta coisa – como a acordar mais ou menos a horas – era o que faltava!”, a adolescente tonta a falar…)
  • adição (sobretudo à tv, mas também à net, etc)
  • ?

Bom, vou gastar dinheiro nos gatinhos, está um calor horrível, consegui encravar um dos estores da varanda, e os gatinhos não suam nem podem eliminar camadas, e as meninas são velhinhas…). Se tenho 150 € para gastar em mim, em coisas supérfluas como bolos e brincos – bom nome para blog?? – então também tenho que ter para as coisas básicas deles. Tenho que.

 

Feito. Espero que o mais tardar depois de amanhã o meu P esteja a receber a visita dos senhores da goldpet, para eu o mais tardar no Domingo ter aqui a fonte.

Nota de rodapé, aparentemente desligada disto tudo: em Inglaterra dei imensas vezes com o totta, inclusive em godalming! Catano.

Bom, tentar mimi.

 

 

 

Menos menos.

Parte prática, as notícias menos agradáveis:

Ainda não começou o mês de Agosto e já estou sem dinheiro para esse mês:

– porque paguei o resto que devia ao P: 1000 (e ele bem precisa, para pagar o irs dele)

– porque queria agora pagar o irs… e vou pagar…160 euros

-porque no início do mês vai sair a prestação da casa…

– porque dia 5 vão sair quase 500 do cc (que incluem quase 200 por ter partido o pára-brisas…; e pelos menos 150 de levantamentos que fiz em Londres, e pelos vistos a Amen cobra directamente a anuidade do domínio, a não ser que eu diga que não…);

Mas na verdade vou já fazer a despesa deste mês com o cc, porque os gatinhos precisam de uma fonte de água fresca…

 

E nem sei se não tenho que pagar a porcaria da formação…

Pelo Natal gostava de comprar um Dyson… Ou, em todo o caso, um óptimo aspirador com Hepa e com boa avaliação na saída, e sem saco.

Na verdade há tanto onde gastar dinheiro.

 

Fui, a correr tentar tirar fotos aos veleiros, pode ser que me ajudem a livrar-me daquela casa… Era mesmo bom… Tenho que me organizar, nomeadamente:

  • passar num balcão casa pronta de cá (Benfica) para ver como é que é para selar negócio nesse dia
  • ver como é para anunciar na net a casa (se se paga na casa sapo se não)
  • ver anúncios ingleses para serem o meu modelo…
  • ver como é para fazer o aviso de venda (para a câmara e isso; mas só mesmo em cima da hora, quando tiver pronto para visitas==>
    • sem clutter (o desafio maior),
    • imaculadamente limpo, incluindo armários de cozinha e “riscos” da varanda
    • com falhas disfarçadas (tapetes no chão, especialmente nas zonas com mais falhas; esteiras na parede da varanda, etc)

Para tentar vender uma casa é preciso tanta coisa…

 

O menos menos vem da formação dos AI, erradamente intitulada paiscomo… mas em que foi evidente a tónica no positivo. E giro elas a aplicarem logo connosco. Giro. Autocolantes e tudo.

 

 

 

Menos cepticismo. E menos cinzento.

Green walls everywhere.  Paredes de verdes. Verdes por todo o lado. Relvados, heras, florestas com fetos e musgo e sei lá o quê.

Ontem perdi-me a vir de Leith Hill, nessa perda vi um esquilo, vi propriedades espectaculares. A caminho de lá também vi um esquilinho morto na beira da estrada, as raposas hão-de gostar de o encontrar…

E no fim do dia a passear os cães perto de papercourt vi uma corça… Uau.

 

E numa das caminhadas por Leith Hill havia compotas à venda, mas sem supervisão. Lá gastei mais 6 euros em compotas, e mais 1 em donativo pelos mapas. A ver se hoje escrevo com sugestões, e pergunto ao Mark que fez as compotas se recebeu o meu dinheiro…

Tão desconcertante…

 

No regresso para cá claro que havia um desvio na estrada, pelo que fui dando a uma data de terriolas,  fui passear por Guildford, outra vez, dei pelo menos uma volta inteira ao ymca, etc. Disseram-me para apanhar a a3 a caminho de Londres, e era mesmo.

Se for a Londres vou de bicla e deixo-a na estação…

 

Já fiz um bolo de banana, e agora só me falta encontrar linhaça para fazer um de amêndoa, ou laranja, ou … e depois idealmente com uma cobertura de chocolate, mas para isso era preciso comprar óleo de coco, e não me apetece levantar mais dinheiro.

Portanto já tenho, para lhes deixar:

bolo de banana, 4 fatias

doce de qualquer coisa, de leith hill

revista pipi

pão de azeitonas

agora falta:

fazer chili

postal de cavalo?

linhaça, linseed, tv quando for comprar mais comida para os gatinhos e leite de soja

 

Ela parece insistir que eu use pelo menos parte das 200 libras que deixaram, hoje até me disse para se necessário apanhar um táxi. A net diz que, quando escrevo average meal price in London,

Average meal for two in mid-priced restaurant £40

http://www.priceoftravel.com/12/united-kingdom/london-prices:

Budget lunch Food in London can be shockingly expensive. Good budget lunch choices include sandwiches and filled baked (jacket) potatoes. 7.79 – 12.99

por isso acho que posso fazer contas a 20 libras para gastar…

 

E agora acho que vou passer de bicla para o rio Wey.

Menos orgulho?

É claramente um dos meus maiores defeitos. Mas ajuda a ser mais adequada. Ela deixou 200 libras num dos armários da cozinha, que são mais de 230 euros, e disse “para qualquer urgência que seja precisa”. Nessa altura eu ainda não sabia que o país não aceitava euros, não me lembrava. Entretanto parece que paguei 2,5 libras pela escova de dentes, uns 25 por compras (leite, limões, etc), 15 pelo novo cabo para o computador, ontem acho que paguei uns 10 para ir a Godalming, primeira cidade do mundo a ter electricidade pública, berço do Aldous Huxley, mas nada de espectacular. Talvez volte, talvez de carro, não sei, para ver a tal escola que é das mais caras do país…

Bom, para me organizar vamos lá a fazer aqui uma lista de despesas:

40 euros para ter bagagem de porão

2,5 libras pela escova de dentes

25 por compras (leite, limões, etc)

15 pelo novo cabo para o computador

se  calhar uns 5 na Sainsbury’s de Guildford para comprar tampões, pensos diários e amêndoa ralada para ensaiar fazer um bolo para eles…

quase 5 para apanhar autocarro para Guildford (nunca mais, até porque faltam imenso, e há corredor para bichas na A3), e depois talvez 5 (no cartão de crédito) para ir a Godalming

2 libras para regressar de Guildford para cá (depois das 19 é mais barato disse ele)

 

Ora apetece-me imenso usar estas 200 libras, especialmente tendo em conta que tenho pago 2,5 por mensagem, e usei imensas a comunicar com ela porque não me disse como limpar a casa, por causa do Magic, e também usei net minha para encontrar o caminho para casa porque eles não têm gps, etc.

Mas também é verdade que pouco vou gastar em comida, porque ela deixou montes de coisas para mim, algumas são ovolacto, mas uma boa parte é vegan, e ainda não explorei o congelador todo… E também não vou pagar gasolina que usar… E ela vai pagar a uma dog walker para eu poder ir passar o dia a Londres…. e foi ontem que me enviou mensagem a dizer “use the money to have a fab day in London”!…

Enfim, não sei.

Mas estou na dúvida. O R. vai-me dar o input dele e de certeza vai-me ajudar a decidir.

 

E agora acho que vou lançar-me na condução outra vez… Para ir ver Leith Hill, que será meia hora de carro, e talvez 3 de transportes públicos…

 

E esta noite tenho que tomar duche, acho que deve fazer neste momento uma semana ou mais…

E esta noite também quero:

horário estruturado para o resto das férias

incluindo meditação

refeições (incluindo uma ligeira à noite; ontem a ver o jogo de Portugal com Gales, e com a desculpa de que estava com dor de cabeça, comi um daqueles pacotes de onion rings falso, que será umas 500 cal? mais logo vejo melhor)

filmes

trabalho?

passeio com binhos (vale a pena para não ter que andar a apanhar cocos)

sono (na noite que vim para cá não dormi, e na primeira noite aqui, também pouco, porque levei com o quarto onde a janela de sotão está por cima da cama, e claro que não tem black out…)

raposa…

fazer tcc ao meu sono, refeições, etc

reciclar

 

 

Apontamento: ela sabe que o Rufus está com eles fez 15 anos em Abril. Eu nem sei onde andam os boletins deles…

 

Note to self:

um ou dois dias antes: comprar fruta;

no dia anterior:

encher as taças deles até acima, de água e de comida

cães

gatos

coelhos

pássaros

apanhar cócós

varrer tudo (ou aspirar em cima e em baixo, acho que é o melhor, e dp passar um pano húmido velho em baixo?)

fazer bolo e fazer um chili

Logo, parece que nesse sábado é melhor ficar por casa a tratar de coisas…

 

 

 

 

 

 

Menos empréstimos do Painho.

Recebi um belo extra salarial, que deve ter a ver concerteza com o IML… Mas já lhe dei duas machadadas: uma para a formação, que já decidi que vou suspender. E é que, agora que falei com a Su, que me explicou que só dá para falar dos casos de 2 em 2 m, nem sei se vou iniciar supervisão…

E a verdade é que me custou bastante transferir esta quantia. E é como se eu não quisesse nunca mais transferir mais dinheiro nenhum para esta casa. Que ainda por cima é de fraca qualidade, corrupta, e me pressiona, e portanto acrescenta à minha ansiedade. Estou a escrever e estou a decidir…

 

E depois mais de mil euros para Painho, para lhe pagar metade da dívida, e o tanque. Ainda lhe fico a dever mil, mas como vou para Send agora 15 d, preciso de ter algum dinheiro… Gostava de ir a uma jantarinho vegan em Londres. A propósito, acho que era melhor ir lá ao meetup e deixar uma mensagem no grupo, com o skype.

 

Não posso continuar e ir bicar ao Painho.

 

Ele deve estar a chegar. Claro que já não dá para ir à outra casa compor um nico, e não quero que ele carregue o tanque sozinho. Por isso mais vale eu almoçar, compor a cozinha e eventualmente o quarto, e depois logo se vê.

Claro que estive a primeira meia hora a ver o tal Bill, que agarra, levanta, volteia, beija muito, tem boa voz. É um esqueleto com um bom revestimento. É mesmo isto que eu escrevi: um esqueleto com um bom revestimento.

Tal como elas, que são fáceis de levantar. E merecem contactar com esqueletos também giros.

Enfin…

 

Fui.